Adélia *

Adélia PradoVontade d’escrever Adélia Prado naquelas folhas extras ao final das Cartilhas Escolares ontem. Vejo nela absoluta inferência magia que deveríamos viver. Páginas onde traduziam convicção discente; renascidas em brilho corajoso na sua entrevista ao Jornal O Globo recente.

Adélia é de tal flor eterna que desmerece inflexão “Poeta”, definindo-a pelo artigo feminino. Mais que merecedora da titulação “Poetisa”, assim é nossa crepuscular suave pena, outrora Menina descoberta em Drummond via Affonso Romano, agora em maturidade marcante. Qualidade literária e sensibilidade nunca lhe faltaram, onde somada sóbria a coragem sábia dos vinhos nobres. Assim mostra-nos o que fazer com a Vida!

Minimalista nos detalhes fotográficos em reverso máximo das sensações tribalistas, estas nosso grande presente divino. Mulher que todos gostaríamos de namorar, duma grandeza estelar em luz de naturalidade. Definição feminina espécime homo sapiens, absolutamente livre do artificialismo populista: moda desdobrando companheiros e companheiras… Onde comungamos crítica à morbidez irresponsável daquele sensacionalismo frio do Charlie Hebdo.

Entusiasta da saúde em feminino e masculino, sendo transcendente bela que atrai belo. Desmascarando exageros do tal feminismo desqualificando fêmea, criticando inclusive hermenêutica fugidia contrária da vida, em comércio de morte. Refinamento dos pilares lírico, religioso e político, atrevimento em posicionar-se pelo amanhã. Ponderada e sensata na organização social, prática qual Rousseau sem perder paixão de linhas como Ela mesma. Adélia 80 anos em poesia de dois, antes, durante e depois…

José Carlos Paiva Bruno
OABRJ 73304
* Publicado em http://www.horizontems.com.br/colunas-ler/adelia/952
* Publicado em página 37 https://issuu.com/jacquelinebulosaisenman/docs/varal_40_marco/1
Anúncios
Esse post foi publicado em Entretenimento. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Adélia *

  1. higorvalente disse:

    Linda homenagem! Aproveito para pedir desculpas pela ausência dos comentários. Perdoe minha ignorância em não conhecer a homenageada, mas do pouco que te conheço, tenho certeza que JAMAIS diria tanta coisa bacana sobre alguém que não merecesse. Parabéns aos dois!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.